segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Comfort food à portuguesa num arroz de morcela com alho francês

Abençoado seja quem inventou a comfort food.
Abro a portada do quarto. Tarde. Preciso de mais sono outra vez. Sono que me recupere. Lá fora a manhã vai alta e há um manto húmido e cinzento que cobre o horizonte. Da janela da cozinha que me acompanha sempre enquanto cozinho avisto uma cortina cinzenta translúcida de onde sobressai apenas o verde da relva. Foi-se a tarja de mar e adivinha-se um dia em que nada mais se deseja se não casa. Casa que nos acolha, que nos ame, casa em torno da mesa, uma refeição quente e reconfortante das que aquecem a alma. Bendito seja quem inventou a comfort food e quem a terá inventado terá passado longos, cinzentos e frios Domingos. Bendito seja.

Arroz de morcela e alho francês

Ingredientes
Arroz (usei Basmati)
Uma morcela de Arganil
Uma lata pequena de feijão branco cozido escorrido
Alho francês (um grande)
Coentros frescos
Azeite
Sal
Pimenta preta

Preparação

Pré-aquecer o forno a 200º. Cortar o alho francês em rodelas finas. Cortar a morcela em pedaços. Retirei todos os bocados de gordura que fui encontrando. Aquecer um recipiente largo, colocar um fio de azeite e o alho francês em rodelas. Deixar murchar e adicionar a morcela em pedaços. Frigir sem mexer muito até que  a morcela fique mais firme. Juntar o arroz e mexer até ficar translúcido. Deitar o dobro da medida do arroz em água quente e envolver. Quando a água tiver sumido um pouco, adicionar o feijão branco escorrido. Temperar com sal e pimenta preta acabada de moer. Quando o arroz estiver meio cozinhado, rectificar os temperos e levar ao forno. Colocar uma folha de alumínio até estar pronto. Retirar a folha e deixar secar o arroz. Retirar do forno, polvilhar com os coentros frescos picados e servir bem quente.

Esta receita foi adaptada de uma revista de uma grande superfície comercial. É óptima para dias de Inverno e péssima para uma alimentação saudável, mas, tal como no resto da vida, o equilíbrio e a variedade são fundamentais. Nem sempre nem nunca.

18 comentários:

São Ribeiro disse...

Leonor adorei o teu arroz tanto pelos ingredientes como pelo aspecto.
Deve ser uma delicia
Boa semana
bj

Mª João - Ponto de Rebuçado Receitas disse...

Eu adoro estes sabores bem nossos e o teu arroz ficou com um aspeto delicioso!
Beijinhos

Comida de conforto disse...

Que maravilha este arroz!! Verdadeira comida de conforto, sem dúvida. Adorei!
Beijinhos

Leonor disse...

Obrigada, São :)
Nesta receita não inovei grande coisa mas também gostei muito.
Beijinhos

Leonor disse...

São mesmo, Maria João. Acho que é a primeira vez que publico aqui um prato assim tão português, tirando o bacalhau.
Beijinhos

Leonor disse...

Totalmente comida de conforto! Impossível para o Verão ou até Primavera :) Associo sempre a comida de conforto ao Inverno e Outono.
Beijinhos

Loca disse...

Esta foi uma das que gostei dessa revista. Este mês acho que se esmeraram, há tantas que me dão vontade de repetir.

Adorei o garfo, lindo de morrer.
Bêjos

Susana Machado disse...

Bela sugestão!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Filipa Dourado Ribeiro disse...

Eu adoro ler-te amiga :)
So tenho pena de nao poder cozinhar com a janela mesmo a minha frente :)
Sou fã da dita confort food e adoro estes dias de inverno em casa. De sofa, manta, lareira, filmes e chuva lá fora.
Esse teu arroz comia-o agora assim, dentro de uma malga com uma colher :)
Que aconchego tão bom.
Bom fim de semana linda

Leonor disse...

Com um tempo destes, Loca também me apetece muito repetir :)
O garfo é giro mas não é lá muito prático. Terá sido das primeiras coisas que comprei quando decidi casar-me.

Bêjo

Leonor disse...

Obrigada, Susana.
Beijinhos

Leonor disse...

És uma querida, Filipa :)
Também gosto muito de comfort food e agora com esta invernia é mesmo o que apetece.
Bom Domingo e beijoca :*

Blog do Chocolate disse...

Amiga,

O "comfort food" existe desde o tempo das nossas avozinhas... sem dúvida as tais pessoas que passaram muitos Domingos com frio, tentando aquecer-se à lareira !

Sem dúvida que aquelas sopas feitas nas panelas de ferro de 3 pernas, que fervilhavam por cima do crepitar das achas, eram "comfort food" que saciava o corpo e a alma naqueles tempos...

Por outro lado, o espírito da "comfort food" (e chamá-la assimhoje tornou-se numa moda que pegou... e ainda bem que assim é!) está hoje não só na sopa que coze dentro da panela de ferro, mas também noutros pratos deliciosos como um arroz de morcela com alho francês altamente convidativo! :)

Beijinhos **

Isabel Patrício disse...

Leonor,
esta refeição foi feita a pensar em mim:) eu adoro morcela. Já a fiz com arroz, mas nunca lhe misturei feijão e adorei esta sugestão.
Até já me está a apetecer comer um pratinho dessa confort food :) apesar do adiantado da hora.
Vou experimentar de certeza, assim que compre morcela :)
Bjns
Isabel

Leonor disse...

É, Isabel, é verdade, mas ainda assim acho levemente diferente. O conceito é dos ingleses, acho, mas entrou na moda sim :) Este arroz é bem reconfortante, mesmo comida de inverno. Nestes últimos dias de invernia nada melhor.
Agora ando aqui a magicar na sopa.
Beijinhos

Leonor disse...

A minha sempre fez arroz com morcela, ou seja, faz um refogado, deixa a morcela cozinhar e depois retira-a, acho eu, põe o arroz e quando o arroz está quase vai ao forno com a morcela inteira por cima para finalizar. É um prato da minha infância, do tempo em que trazíamos a morcela de Viseu ou a tínhamos de ir a buscar a sítios únicos em Lisboa. Como os míscaros :)
Esta receita foi só a execução de uma que vi mas gostei tanto que resolvi postar. Não lhe fiz grandes alterações.
É fácil e barata , o único senão são as calorias mas um dia não são dias.
Beijinhos

Minutos com os tachos disse...

Excelente combinação de sabores! Tem o meu voto! :)

Leonor disse...

Obrigada :)