segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Várias maneiras de escrever um post num Hotpot de vinho tinto e cogumelos

Há sempre muitas maneiras de escrever um post, não só aqui nesta espécie de diário espaçado das minhas aventuras na cozinha mas em qualquer tipo de blogues. Desta feita não me conseguindo decidir por uma única, há sempre várias perspectivas sobre um mesmo acontecimento ou facto, conto-vos todas as que me levaram a experimentar esta receita:
  •  Recebi de presente de Natal dois livros de culinária e queria muito dar-lhes uso, fazendo uma receita de algum deles e homenagear quem mos ofereceu.
  • Apetecia-me muito experimentar uma receita diferente.
  •  Louvo quem inventou a Comfort food e o conceito de Comfort food.
  • Numa segunda-feira de Verão irlandês em que chovia e fazia frio e vento, depois de uma manhã de trabalho intelectual intenso e a caminho da estação para irmos a Cobh, entrámos num pub e comi o Irish Stew que não sendo o mais saboroso que já provei foi de certeza a confirmação do que é a Comfort food.
  • O Natal foi muito generoso comigo, quem me ama foi muito generoso mesmo. Depois de ter andado a namorar uns pratos, foram-me oferecidos e estava doida para os usar pela primeira vez e a primeira vez teria de ser também com uma receita feita pela primeira vez. Manias. Muitas.
  • Era Domingo e Domingo é dia de degustação aqui por casa, dia de calma e comunhão, de provar, petiscar, amar.
  • Precisava de mais razões?

E depois de tanto palavreado, apresento-vos a minha versão do Hot Pot, assim uma espécie de guisado, que retirei do livro Irish Family Food da Rachel Allen. Não há maneira de deixar de gostar da Irlanda e dos irlandeses. Experimentem enquanto dura o Inverno. 

Hot pot de vinho tinto e cogumelos

Ingredientes
500 g de carne de vaca para guisar cortada em cubos (usei carne dos Açores)
200g de cogumelos brancos, inteiros em metades ou em quartos dependendo do tamanho
1 cebola média
2 dentes de alho
Batatas cortadas em rodelas médias
2 dl de vinho tinto (usei um tinto de Borba encorpado)
Whisky (apenas o suficiente para regar)
Molho Worcestershire (1 colher de sopa)
Azeite
Tomilho fresco a gosto
Flor de sal
Sal e pimenta

Preparação
Pré-aquecer o forno a 150º. 
Deitar um fio de azeite numa frigideira e saltear os cogumelos até ficarem levemente dourados. Temperar com sal e pimenta preta. Retirar para um outro recipiente e reservar.
Na mesma frigideira, juntar a cebola às rodelas finas e o alho. Se não houver azeite suficiente deitar mais um pouco. Quando começarem a caramelizar, adicionar a carne, temperar com sal e pimenta e selá-la levemente. Juntar o vinho tinto, o tomilho, e deixar levantar fervura. Transferir para um recipiente refractário, deitar o molho Worcestershire e levar ao forno tapado cerca de hora e meia.
Findo esse tempo, adicionar os cogumelos, rectificar o tempero e regar com um pouco de whisky. Aumentar a temperatura para 220 graus e levar ao forno mais um quarto de hora. Retirar do forno e adicionar as batatas cortadas em rodelas em camadas. Temperar cada camada com flor de sal e tomilho. Levar ao forno sem tampa cerca de 30 minutos até as batatas estarem cozidas e começarem a dourar. Não tem bom aspecto?




8 comentários:

Ilídia disse...

Vou experimentar. E não vai demorar muito. É daqueles pratos que apetece fazer.

Que 2014 seja o melhor possível.

Um beijo,
Ilídia

Susana Machado disse...

Sejam quais forem as razões que levaram ao aparecimento deste pratinho o que é certo é que pelo aspecto deve ter ficado delicioso!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Leonor disse...

É tão bom Ilídia! Fiquei fã até das batatas assim.

Muito obrigada pelos votos para 2014. Que seja o melhor para ti também.

Beijinhos

Leonor disse...

Ficou sim, Susana, os meus comensais e cobaias das minhas incursões pela cozinha não se queixaram :)
Beijinhos e bom Ano.

Patricia Conceicao disse...

Tem um aspeto deliciosa Leonor! Lindo!

Leonor disse...

E estava bom!
Beijinhos, Patrícia.

Susana Figueiredo disse...

Adorei, Leonor, vou fazer. Também adoro comida de conforto, não há como ela. Beijo!

Leonor disse...

Faz, que é uma delícia :)
Beijinhos