sexta-feira, 12 de abril de 2013

O adeus ao Inverno num bolo de chocolate com Guinness

Este blogue é feito ao sabor dos humores e ao sabor da minha inspiração. Acontece portanto que cozinho bem mais do que posto e posto bem menos do que cozinho. Cozinho todos os dias aquilo que julgo que muitos de nós cozinham: comida dita normal, sem grandes inovações, pratos rápidos que não requerem grandes cuidados, o património gastronómico que forja a identidade. Nesta voracidade dos dias tenho também momentos de lazer e deleite puro na cozinha, ao contrário dos anteriores: experiências novas e outras repetidas que por pura preguiça e falta de palavras vão ficando para trás, as fotografias arquivadas numa pasta à espera de ver a luz dos dias com umas palavras a acompanhar. 
Ontem foi dia de inaugurar a época das saladas. Mais uma vez algo sem qualquer inovação, temperado com as réstias de sol poente de uma Primavera fugidia. Se ela não falhar adivinham-se muitos dias de saladas frescas, grelhados embalados no ritmo próprio, lento, saboreado com a calmaria de existências felizes, fruta perfumada de que tanto gosto: morangos bojudos, alperces carnudos, pêssegos suculentos, ameixas sumarentas. E depois virão cerejas e uvas.E estes dias que me iluminaram e sacudiram a amargura dos dias cinzentos são dias de frugalidade e de arrumar receitas de Inverno como quem arruma roupa numa outra gaveta e que só voltará a ser usada quando os dias diminuírem, a aragem fresca soprará de novo no canavial que assiste incólume à passagem das estações e os melros recolher-se-ão até mais um estio. Este bolo é para mim bolo de dias mais frescos quando o zénite se esmorece e o ocaso se redobra em vermelhos decadentes. Ficaria pois resguardado à espera desses dias, se não o postasse agora. Muito tempo. Tempo de mais.

Bolo de chocolate com Guinness

Ingredientes
150 ml de Guinness (pode ser outra stout)
75 g de chocolate negro em barra (usei o que tinha mas quanto mais negro, melhor)
120 g de manteiga
275 g de açúcar amarelo
175 g de farinha com fermento
2 ovos médios

Preparação
Pré aquecer o forno a 180º.
Levar a lume brando a Guinness e o chocolate negro partido em pedaços pequenos. Assim que o chocolate estiver derretido, retirar do lume e deixar arrefecer.
Bater o açúcar com a manteiga até ficar um creme esbranquiçado e fofo. Adicionar os ovos um a um e bater entre cada adição. Juntar com cuidado a mistura de Guinness e chocolate e, por fim, envolver a farinha. Levar ao forno 30 a 35 minutos. Fazer o teste do palito antes de retirar do forno. 


Este bolo é indicado para quem gosta de sabores atrevidos e desafiadores. Há um toque tão diferente e tão encantatório que não sei explicar. As receitas que encontrei por aí têm todas uma cobertura de queijo creme ou similar mas porquê atafulhar sabores e texturas se a simplicidade já é tão intensa?


Receita inspirada  aqui

17 comentários:

São Ribeiro disse...

Já fiz um e adorei.
O teu parece-me bem apetitoso.
Eu já o levava para acompanhar um café.
Bom fim de semana
bjs

Leonor disse...

É bom, não é?
Leva esta fatia :)
Bom fim-de-semana também.
Beijinhos

LiBelinha disse...

Ficou com um aspeto tentador, mas receio que o sabor seja muito intenso e se sobreponha ao chocolate que também já tem muito personalidade.
Mas parece-me uma ótima textura
Bjns
Isabel

LR disse...

Derrotada... Bjnhs :)
Laura

Addicted disse...

Que bolo guloso...
beijinhos e bom fim de semana :)

Maria disse...

Fico siderada com os teus momentos de inspiração. Quer para a escrita quer para a culinária. Adoro visitar-te e não me canso de o dizer, mesmo correndo o risco de te enfastiar.
Beijinhos, querida e bom fim de semana. Gosto muito de ti e acho que não devo deixar de dizê-lo.
Maria

Ricardo Tiago disse...

sempre delicioso.
beijinhos

Leonor disse...

LiBelinha, o sabor da Guinness não fica muito intenso. Eu até estava com medo que o do chocolate se sobrepusesse, mas não.
Obrigada pela visita :)

Leonor disse...

Beijinhos, Laura :)

Leonor disse...

É muito bom, addicted :)
Beijinhos

Leonor disse...

Querida Maria, as tuas palavras deixam-me sempre sorridente e muito sensibilizada. Não me enfastias nada, nadica de nada, e também gosto muito de ti.
Mil beijocas repenicadas :)

Leonor disse...

;) Obrigada, Ricardo.
Beijinhos

nobady's listen disse...

hummm dá vontade de saltar para a cozinha e fazê-lo ...tem um ar delicioso

Leonor disse...

É uma delícia mesmo. Tem um sabor diferente. Vale a pena.
Beijinho

Prazeres Saudáveis disse...

Adorei esta sugestão muito boa mesmo:)

Não conhecia este cantinho:)
Gostei e ja sou tua seguidora:)

Convido te a conhecer o meu http://prazeressaudaveis.blogpsot.pt

Beijinho grande

Vanessa

Leonor disse...

Olá :)
Muito obrigada pela visita. Já vou espreitar e pôr o link na barra lateral, Vanessa.
Beijinhos

Susana Figueiredo disse...

Que maravilha, Leonor... guardadíssimo!