quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Bacalhau caribenho a duas mãos e uma pendura para o Dia Um

Quem gosta de cozinhar começa geralmente por contar como fez e como fazer. Usa-se e abusa-se da primeira pessoa do singular. Eu, eu e eu. Eu fiz, eu disse, eu bati, eu mexi, eu amassei, eu provei, eu tudo. Desta vez a história é diferente e se a contasse exactamente como foi teria de usar a terceira pessoa: ele. Os caminhos mais ou menos longos servem para descobrirmos talentos escondidos, partilharmos prazeres e cozinhar uns para os outros, um para o outro. Ao contrário do que acontece habitualmente não sou eu que cozinho, cozinham para mim. Ele.
“O amor é uma companhia. Já não sei andar sozinho pelos campos” – Alberto Caeiro.

Bacalhau Caribenho

Ingredientes
1 embalagem de bacalhau do Pacífico desfiado
2 cebolas
4 dentes de alho
1 pimento + metade de cores diferentes
1 pimento padrón sem grainhas
2 tomates médios muitos maduros em cubos
1 colher de chá de caril
1 colher de sopa de mostarda
2 colheres de sopa de vinagre
Malagueta a gosto
Tomilho
Pimenta preta acabada de moer
Azeite

Preparação
Pôr o bacalhau de molho de véspera e ir mudando a água.
Numa frigideira larga, deitar um fio de azeite e adicionar a cebola em rodelas. Quando a cebola começar a murchar, juntar o alho em fatias finas. Cozinhar uns cinco minutos até a cebola começar a ganhar cor mas sem deixar que frite. Adicionar o tomate em cubos, um pouco de água e continuar no lume uns cinco minutos até que o tomate comece a misturar-se com a cebola. Juntar o pimento em tiras, os pimentos padrón e o bacalhau demolhado. Rectificar o tempero e adicionar a mostarda, o vinagre e a malagueta a gosto. Deixar ferver 15 a 20 minutos em lume brando. Deitar um pouco de água, caso seja necessário. Acrescentar então o cebolinho picado, o caril, a pimenta preta e sal caso seja necessário. Deixar apurar.

Servir com batata doce  ou branca cozida no próprio bacalhau ou à parte.


Descobrimos esta receita num programa televisivo e desde então tornou-se um prato preferido cá em casa. O meu papel é apenas de apoio, ajuda, rectificação de temperos, cortar legumes e outras ninharias. Que bom que é quando cozinham para nós.

Depois de uns meses de ausência, regressei ao Dia Um... Na Cozinha, nesta edição de Outubro dedicada ao fiel amigo. 



28 comentários:

Isabel Patrício disse...

Leonor,
lindas cores, lindo prato e lindo texto :)
tem razão, o amor é uma companhia :) mas se for acompanhado por este bacalhau não achas que é ouro sobre azul?!
Adorei a receita, vou roubando :)
Bjns
Isabel

Leonor Cerveira disse...

Olá :)....
Que estrondoso e delicioso aspecto :)... 5 ***** :D.....

Beijocas

http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

basta cheio disse...

Uma proposta bem colorida e cheia de fortes sabores! Gostei muito :)
Ao nível de sabores difere, mas a forma como é cozinhado, e até pela inclusão das batatas na própria cozedura do bacalhau, fez-me lembrar o Bacalhau à Espanhola. Contudo, sei que gostaria bem mais deste! ;)

Bjinhos

Gori disse...

Sou uma romântica, adoro posts assim, com amor entre as linhas que descrevem a receita, que por sinal achei-a uma delícia, com essas especiarias todas. Vou ter de a experimentar :)

São Ribeiro disse...

Esse bacalhau ficou com um aspecto delicioso.
Vou levar a receita pois quero muito fazer
bjs

Brisa Maritima disse...

Olá Leonor,

Tenho a mesma sorte que tu ! :)
A minha cara metade gosta de cozinhar e fá-lo com muitíssima frequência, enquanto eu trato de outras lides que não lhe assentam tanto a ele ! :)
Que bom que Ele cozinhou para ti e olha, dá-lhe os parabéns, porque esse bacalhau está com um aspecto divinal ! Perfeito para qualquer ocasião e digno de qualquer mesa, com muito amor à mistura ! :)

Um beijinho

Ana Filipa Costa disse...

Deve ser muito bom e o resultado final ficou lindíssimo.
Parabéns

Beijinhos*
http://petiscana.blogspot.pt/

Susana Machado disse...

excelente sugestão!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Henriqueta Negrao disse...

Adoro o exotismo das especiarias, vou sem sombra de dúvida experimentar esta vossa receita, vossa porque adoro o facto de ele cozinhar para ambos! Lá por casa tenho também um cozinheiro de mão cheia... para petiscos e grelhados, o dia-a-dia 'aborrece-o'... segundo as suas próprias palavras se dependesse dele jantaríamos sempre a mesma coisa por falta de criatividade para o 'rame-rame da semana'.
Beijinhos e até breve,
Titá Negrão

Joana disse...

Que bom :)
O amor é uma companhia fantástica, e com essas mãos, que maravilha!
Ficou lindo esse prato, dá-lhe os parabéns! :)
Pimentos, bacalhau e caril, parece-me delicioso!
Um beijinho

cook simple disse...

Olá Leonor,
Adoro cozinhar mas, realmente, ter quem cozinhe para nós é um privilégio e sabe sempre bem. Adorei os sabores que acompanham este bacalhau. Este seria um prato preferido na minha casa também.
Beijinhos, Paula

Leonor disse...

Muito obrigada, Isabel :) Rouba à vontade, é uma delícia, modéstia à parte da parte que toca.
Beijinhos

Leonor disse...

Olá Leonor, obrigada :)

Leonor disse...

Olá :) a receita original é feita com banana, esta de pôr lá a batata foi invenção nossa e a última invenção foi com a batata doce. Fica mesmo bem, porque o doce da batata contrasta com os outros sabores mais intensos.
Beijinho

Leonor disse...

Experimenta, Gori :) No fundo também sou uma romântica, mas sou acima de tudo e muito de afectos.
Experimenta o bacalhau e conta como ficou.
Beijinho

Leonor disse...

Leva sim, São :)
Beijinho

Leonor disse...

Olá Isabel, este gosto da minha cara-metade é muito recente e é muito por influência dos programas de televisão mas o mais engraçado é que ele tem mão para a cozinha. Ao longo dos anos presenteou-me com deliciosos grelhados, que eu não sei fazer mas este bacalhau foi a revelação :)
Beijinhos

Leonor disse...

Obrigada, Susana :)

Leonor disse...

Olá Titá, os nossos cozinheiros têm algo em comum :) O meu também é o rei dos grelhados cá em casa. Primavera e Verão e quando o tempo permite é o que comemos. Fico à espera do resultado :)
Beijinhos

Leonor disse...

É, não é, Joana? Os parabéns serão entregues :)
Beijinhos e obrigada pela visita.

Leonor disse...

Olá Paula,
É muito bom quando cozinham assim para nós. O toque diferente deste bacalhau são mesmo as especiarias e a calma com que é feito. Outra coisa que noto é que ele o mexe muito pouco. Os ingredientes vão-se unindo por si, sem pressas nem imposições ;)
Beijinhos

Leonor disse...

Olá Ana Filipa, muito bem-vinda! Obrigada :)
Beijinho

Comida de conforto disse...

Eu também tenho essa sorte, Leonor! Os pratos salgados são, quase sempre, feitos por ele! E que bem que eles cozinham, não é?
Adorei os ingredientes deste teu bacalhau. Inesperados, diferentes, mas devem resultar maravilhosamente!
Beijinhos

Clara Brito disse...

Que aspecto tão colorido e maravilhoso.

Beijinhos,
Clarinha

http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2014/10/dia-umna-cozinha-e-um-bacalhau.html

Leonor disse...

É mesmo :) mas, olha, os grelhados são sempre com ele, o resto é mais comigo, mas a grande descoberta foi saber que ele tinha mão para a cozinha.
Beijinhos

Leonor disse...

Muito obrigada, Clarinha :)
Beijinhos

Debora Guedes disse...

Delicioso maiga e cores lindas parabens beijinhos =)

Leonor disse...

Obrigada, Debora :)