sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Despretensões numa simples focaccia

Na cozinha como na vida gosto de gente despretensiosa e odeio pessoas com manias e presunções e que, muitas vezes, se coloca acima dos demais. Em várias áreas da minha vida mantenho o mesmo gosto pela despretensão, e não digo pela simplicidade porque, na verdade, e no que toca a gostos, tenho dias em que a máxima ‘less is more’ não se aplica e me sinto barroca, excessiva como o barroco, apetece-me cores e arrebiques. Na cozinha, raramente me sinto barroca, arriscaria a dizer que nunca tal me acontece e se não o faço é porque nunca é sempre demasiado definitivo, demasiado drástico. Agora que os canais de cozinha vão fazendo parte das rotinas televisivas, a minha escolha recai sobre chefs que falam com o comum dos mortais e tornam a culinária uma arte acessível a todos, simples e tranquila, assim o tempo o permita, e exequível. Os Hairy Bikers incluem-se nesta categoria, embora, confesso, fossem tão despretensiosos que quase duvidei da sua eficácia culinária. Rendi-me com o Bakeation. Gosto do trocadilho do título e, amante de viagens como sou, esta ideia peregrina e mitificada de andar de mota pela Europa cabelos ao vento, parando aqui e ali para cozinhar e falar com os locais preenche sonhos antigos de adolescente, nesse tempo sem a parte da culinária. Quando um destes dias os apanhei em Itália e degustar uma focaccia em Veneza rendi-me e, mesmo sem Veneza no horizonte, meti na cabeça que havia de fazer uma ‘coisa’ daquelas. Foi hoje. Começou ontem com a compra dos ingredientes, continuou com uma ida à loja mais próxima para comprar a forma, seguiu-se uma longa e sofrida espera com os tempos de levedação e sucedeu-se uma admiração de Pigmalião perante o produto final. Depois foi tirar do forno, esperar que arrefecesse um pouco e partilhar com a alegria da novidade no mais simples dos prazeres repartidos. Um bocadinho com a vida.

Focaccia

Ingredientes

Para a massa:
500 g de farinha Pão Caseiro da Nacional
7 g de fermento de padeiro em pó
1 colher de chá de açúcar
1 colher de chá de sal refinado
2 colheres de sopa de azeite
300 ml de água morna

Para a cobertura:
3 colheres de sopa de azeite
Sal grosso
Pimenta preta acabada de moer
1 colher de sopa de rosmaninho picado grosseiramente
Azeitonas a gosto
Presunto da Baviera

Preparação
Numa tigela larga deitar a farinha, o fermento, o açúcar e o sal e envolver. Misturar o azeite com a água. Abrir uma cova na mistura da farinha e juntar a água e o azeite. Mexer com um garfo e depois unir com as mãos até formar uma bola.
Numa superfície com farinha amassar 5 minutos até a massa ficar suave e macia. Transferir para uma tigela larga untada com azeite e cobrir com uma película aderente também untada com azeite, em alternativa, untar levemente a superfície da massa com azeite e cobrir com a película. A quantidade de azeite deve ser mínima. Deixar levedar durante uma hora num local ameno até ter dobrado de tamanho.  Findo esse tempo, transferir para uma superfície com farinha, amassar com os nós dos dedos e formar um rectângulo grosseiro. Transferir para uma forma anti-aderente previamente untada com azeite e empurrar suavemente até a massa cobrir os cantos. Tapar com um pano e deixar descansar mais meia hora num local quente. Neste momento, pré-aquecer o forno a 220º.
Depois dos 30 minutos, fazer covas na massa com os dedos, cobrir com o azeite, polvilhar com sal e pimenta preta acabada de moer e o rosmaninho. Colocar as azeitonas e o presunto da Baviera. Levar ao forno 15 a 20 minutos.


Notas:
  • Na receita original a farinha usada é farinha branca.
  • A cobertura pode ser diversificada e ao gosto de cada um. Usei presunto da Baviera porque tinha em casa e achei que casaria bem com o resto. Não me enganei. 

12 comentários:

Loca disse...

Também tenho visto os Hairy Bikers e experimentar fazer a levedura veio de um dos programas em que falaram disso. Fiquei ainda com mais vontade de experimentar fazer uma focaccia. A tua tem um ar simplesmente divinal.

Leonor disse...

Fazer levedura é muito à frente, Loca, já é um outro nível.
A focaccia é uma delícia e permite variações. O presunto foi porque tinha cá em casa e tinha de ser consumido e porque o meu consorte é carnívoro por excelência. Estou cheia de vontade de experimentar com outras coisas mas assim mesmo é muito boa :)

Maria disse...

Focaccia, que tentação. Acreditas que só fiz uma vez e foi uma focaccia doce que também resulta lindamente. Vou experimentar a tua massa. Está muito linda mesmo. Quanto ao texto, já sabes o que penso.
Olha, ainda bem que voltaste, tinha imensas saudades.
Beijo
Maria

Leonor disse...

Olá Maria,
Já estava a sentir a tua falta por aqui :)
A receita da massa é dos Hairy Bikers, desta vez, e ao contrário do que me costuma acontecer, só mudei o tipo de farinha e gostei desta mudança. Experimenta e conta como ficou.
Muitos beijinhos, minha querida.

teimosita disse...

Disse no Facebook que ia hoje provar esta delícia. Uma maravilha! Levemente aquecida é de chorar por mais... Um sucesso como é sempre tudo o que cozinhas. Beijinhos

Leonor disse...

Beijinhos, minha mãe :)
A próxima que fizer vens cá comer morna, é ainda melhor.

São Ribeiro disse...

Adoro e a ultima vez que fiz quase a comia toda.
A tua ficou bem ao meu gosto.
Ficou linda.
Bom fim de semana
bj

Leonor disse...

É uma tentação, ia sendo o nosso jantar ontem :)
Obrigada, São.
Beijinhos

Marisa Valadas disse...

Que aspecto tentador

Leonor disse...

E o sabor é óptimo :)

Ricardo Tiago disse...

que bom aspeto. passa no meu cantinho e participa no desafio! Simples!
Beijinhos

Leonor disse...

Já lá vou ver, Ricardo. Obrigada pelo convite :)
Beijinhos