domingo, 11 de novembro de 2012

Abóbora em quatro actos e uns muffins outonais


Cá em casa a abóbora teve ao longo dos tempos três aproveitamentos, usos, aplicações, como lhe queiram chamar.
A primeira é a mais óbvia de todas: sopa. Sopa de abóbora é uma das minhas preferidas por uma razão que aqui vos confesso, a cor. Não gosto muito de sopas de base branca e o alaranjado da abóbora colore as minhas sopas na perfeição. Vou-a perfumando como me apetece ou consoante o que tenho de ervas aromáticas, hortelã ou coentros e conforto-me em dias de invernia com uma tigela de sopa que deixo arrefecer na minha frente. A segunda utilização é em doce. Nada de tão simples e tão delicioso: doce de abóbora com requeijão de Seia, do autêntico, do que me traz saudades daquele que no meu tempo de infância aparecia acamado em folha de couve. Nesse tempo de liberdade absoluta a ASAE não existia nem em projecto e vivíamos tranquilos na ignorância de tantos perigos que nos ensombram a existência e até o gesto mais cândido. O meu doce de abóbora tem um único senão: a quantidade de açúcar. Mesmo reduzida é sempre muito açúcar e se reduzirmos de mais corremos os risco de ter um caldo sensaborão de consistência mole e eu não gosto de coisas moles.  O terceiro destino da abóbora é nos doces de Natal da minha mãe. Em rigor, este devia ser o primeiro, porque desde que me lembro de ser gente, lembro-me de a ver fazer fritas de abóbora como lhes chama. As fritas de abóbora têm um ritual muito próprio. Primeiro a compra da abóbora, depois cortá-la em pedaços, cozer, escorrer. Nos tempos de vida do meu pai, era ele que partia as nozes para pôr nas fritas. E depois o cheirinho da canela, o cheiro a Natal e ao calor que a quadra espalhava nos corações mesmo em casas frias do pináculo do Inverno.
Hoje conheci um outro uso para a abóbora: muffins. A proposta desta semana do Dorie às sextas foram uns muffins de abóbora. Confesso que fiquei um bocado desconfiada, mas depois de tantos elogios abalancei-me. Ficaram aprovados. O primeiro foi literalmente comungado com a minha mãe, partido à mão e partilhado assim mesmo Toma, Mamã! Desconfio que também por isso me souberam tão bem.

Muffins de abóbora com nozes e laranja

Ingredientes
250 g de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
125 g de margarina à temperatura ambiente
150 g de açúcar branco
50 g de açúcar amarelo
2 ovos grandes
1 chávena média de puré de abóbora
½ iogurte natural magro
Raspa de uma laranja
1 chávena de nozes picadas
1/4 de colher de chá de sal
1  colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de pimenta da Jamaica moída
Pau de canela

Preparação
Partir a abóbora em cubos e cozer com pouca água e um pau de canela. Escorrer, deixar arrefecer e reduzir a puré.
Pré-aquecer o forno a 200º. Misturar os ingredientes secos: farinha, fermento, sal e as especiarias Bater a manteiga à temperatura ambiente com os açúcares e a raspa de laranja até obter uma mistura cremosa. Juntar os ovos, um de cada vez, batendo bem. Misturar a abóbora e o iogurte. Adicionar os ingredientes secos e envolver sem bater. Juntar as nozes cortadas em pedaços. Deitar a mistura nas formas (usei de silicone), polvilhar com os pedaços de nozes e levar ao forno durante cerca de 20 minutos. 


Fiz algumas alterações à receita original: omiti o gengibre, a noz moscada, o extracto de baunilha e as passas,  acrescentei mais nozes, substituí o buttermilk por iogurte magro natural e perfumei-os com raspa de laranja. Verdadeiramente outonais. 

12 comentários:

Maria disse...

Leonor, nada de novo no meu comentario, pois deves estar cansada das minhas redundancias, sorry :( Os muffins ja os conheco, apesar de nao querer deixar de tecer um rasgado elogio aos teus.
Quanto ao teu texto, sabes que me delicio. Arranja tempo para escrever diariamente, por favor, pois vale mesmo a pena ler-te.
Muitos beijinhos
Maria

Leonor disse...

És um amor, Maria, eu vou escrevendo nos outros dois blogues que estão aí na barra lateral mas este país mata-me a inspiração :)
Muitos beijinhos

Ricardo Tiago disse...

nossa senhora... que aspeto tão bom!
Beijinhos e boa semana.

Rosa Santos disse...

Olá Leonor!
Adorei a visita, na Dorie já tinha deixado um carinho para o muffim, mas o texto é uma delicia e como nunca me canso de ler, como diz a querida Maria, continua Leonor!!
Beijinhos.

Leonor disse...

São muito bons, Ricardo :)
Beijinhos e boa semana.

Leonor disse...

Olá Rosa,

Obrigada pela visita e pelas palavras. Cobrem-me de elogios :) Fico muito babada.

Beijinhos e boa semana

Blog do Chocolate disse...

Leonor,

Já não é a primeira vez que te digo aqui que gosto de te ler, os teus textos trazem sempre à tona uma realidade nas palavras proferidas e gosto da sensação que me causa.

Quanto aos muffins, estão fabulosos, essa foto tão pormenorizada descreve uma textura perfeita e deixa advinhar um sabor inebriante.

Deixei passar esse desafio, mas fiquei com a receita debaixo de olho !

Beijinhos :)

são33 disse...

Ficaram mesmo lindos e devem ser uma delicia.
boa semana
bjs

Papoila disse...

Que lindos ficaram...
E os sabores...
Absolutamente perfeitos.
Bjs
rosario
http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.com

Leonor disse...

São mesmo bons. Sabem a Outono.

Obrigada pelos elogios :)

Beijinhos às duas

Sara disse...

É importante cuidar do nosso peso um pouco, mas também é bom para ser capaz de comer coisas deliciosas e eles são feitos por chefs profissionais espero que em algum momento podemos ir comer nos restaurantes em sao paulo

Susana Figueiredo disse...

A minha receita favorita da Dorie até à data. Beijo!