sábado, 2 de junho de 2012

Biscotti de avelãs e limão e os caminhos do amor


Se há coisa que faço mal é cortar pão. Por muito que me esforce, tal como confessado aqui, sou incapaz de cortar uma fatia de pão como deve ser. Sai sempre mais grossa no final do que no início ou vice-versa, às vezes com um recortado que nem sei muito bem como consegui e outras com um pedaço a mais ou a menos. Peçam-me outras coisas que serão feitas com mais perfeição mas caso ousem pedir-me essa tarefa tão mundana e aparentemente tão simples saibam que correm o risco de sair algo parecido com uma fatia de pão mas jamais uma fatia de pão direita e perfeita. Na verdade esta falta de jeito também me assiste no que ao pão-de-ló diz respeito e a outros bolos assim fofos.  Nada a fazer portanto. Nem eu sei explicar o que corre mal mas se puder correr mal certamente correrá, a lei de Murphy aplicada à minha total incompetência em cortar uma simples fatia de pão.
Quando esta semana a proposta do grupo Dorie às Sextas me surpreendeu com uns Biscotti de Amêndoa, e depois de lido e escalpelizado o modo de confecção, eis que se me colocava o desafio dos desafios: os danados dos biscotti, além de irem duas vezes ao forno, daí o nome biscotti e de engordarem, já se sabe, tinham de ser cortados, valha-me Zeus e Gargântua, cortados como se corta pão, com faca de serrilha e o rigor que se deve dar a tudo o que se quer belo para ser apetitoso. Os olhos comem, ó se comem.
 E enquanto estava aqui nesta conversa, sinto o alerta das gatas, de orelhas perfiladas e olhar concentrado, e ouço a chave na porta. Era ele. Só podia. Só podia ser o meu consorte. Estou safa, pensei. Nada disto teria interesse caso não fosse ele, ao contrário de mim, um mestre na arte de bem cortar pão. Disse-lhe Preciso da tua ajuda. Ele entra na cozinha, olha para os dois troncos que haviam de se de transformar em biscotti com desconfiança. Ninguém diria que daqueles pedaços de massa informe e de tonalidades esbranquiçadas sairia algo agradável. Explico-lhe o procedimento e ele supervisiona a tarefa, dando-me conselhos e dicas. Eu sabia que estava safa. O amor faz milagres, já se sabe. Até nos meus biscotti de avelãs e limão. 

Biscotti de avelãs e limão

Ingredientes
A escolha dos ingredientes obedeceu ao critério único do que havia disponível cá em casa. Não havia farinha de milho, mas havia farinha de trigo. Não havia amêndoas, mas havia avelãs. Não havia essências de coisa nenhuma, nunca há cá em casa, mas havia uns enormes e voluptuosos limões vindos directamente com todo o carinho do limoeiro dos vizinhos e que esperavam o momento certo para mostrar do que são feitos limões saloios, região por excelência de limoeiros frondosos e exuberantes, orgânicos e tratados com a calmaria do campo.

1 chávena de açúcar
2 chávenas de farinha de trigo com fermento
1 chávena mal cheia de gérmen de trigo
100 g de margarina
3 ovos
¾ de chávena de avelãs
Raspa de dois limões.

Preparação
Ligar o forno a 175º. Derreter levemente a margarina. Numa tigela larga deitar o açúcar e a raspa de dois limões. Com uma espátula misturar o açúcar e a raspa de limão. Juntar a margarina morna e bater com a batedeira até ficar um creme esbranquiçado. Adicionar os ovos um a um e, por fim, deitar a farinha de trigo, depois o gérmen de trigo. O gérmen de trigo foi uma solução de recurso porque a massa estava demasiado mole para ser moldada. Com uma espátula envolver as avelãs.
Num tabuleiro de forno e sobre uma folha de papel vegetal dividir a massa em dois rectângulos longos mas estreitos. Levar ao forno durante cerca de 15 minutos. O tempo de cozedura é muito importante. A massa não deve ficar demasiado cozida. Retirar do forno, colocar sobre uma outra superfície, usei uma simples tábua de cozinha, e esperar uns vinte minutos, até ficar quase frio. Cortar em fatias e levar ao forno mais 15 minutos. 


18 comentários:

Susana Figueiredo disse...

Óptimo aspecto! Quanto ao dilema de cortar pão, eu também não me entendo bem com facas de serrilha... já experimentaste com as facas de pão alentejanas (aquelas de cabo de madeira)? Eu não quero outra coisa, cortam muito melhor qualquer tipo de pão... e os biscotti também! aliás, só gosto de cortar alimentos com essas facas, tenho-as com vários tamanhos e feitios... sabes quais são? Bj

Susana

Leonor disse...

Não com essas não mas as que uso habitualmente na cozinha são assim de cabo de madeira só que vieram de Trás-os-montes :) Devem ser parecidas. Uso-as para tudo menos para o pão.

Beijinhos

Leonor disse...

Fui ao teu blogue, Susana, e já vi as facas :) Não, as minhas não são iguais.

Susana Figueiredo disse...

Espreita o meu post

http://tempo-para-que-te-quero.blogspot.pt/2012/06/biscotti-com-amendoas-e-limao-e.html

Numa das fotografias aparece a minha fiel faca de pão, que já tenho há onze anos. As de Trás-os-montes não conheço, estas são de Évora. Mas devem ser parecidas.

Bj

Susana Figueiredo disse...

Quando fores a Évora, procura-as. São mesmo muito boas.

Leonor disse...

Obrigada pela dica. Não me vão escapar. As minhas são mais pequenas.

são33 disse...

FICARAM LINDOS E BEM PERFEITOS.
O SABOR LIMÃO E AVELÃ AGRADA-ME,
BJS

Ivone Costa disse...

Mnhã,mnhã! Parecem óptimos ...

Leonor disse...

Para a próxima deito-lhes mesmo sumo de meio limão, São. Desta vez fiz mesmo com o que havia em casa.
Beijinhos

Leonor disse...

E são, Ivone, provei-os só que a dieta ou a pseudo-dieta veio para ficar mas com um chá ou um café longo pela tarde devem ser divinais :) E depois as possibilidades são infinitas, dá para fazer muitas variações.
Beijinhos

Mané disse...

eu, depois desta discussão à volta de facas, só posso dizer que eu gosto muito da faca eléctrica ;) ;)
Mas este dilema do partir do pão demonstra um objectivo atingido: o do trabalho de equipa
:)

Leonor disse...

Não tenho faca eléctrica de cortar pão. Cá em casa a vida é muito simples no que diz respeito a maquinetas :) Não há bimby, só há batedeira, varinha mágica e pouco mais :)
É como na vida, Mané, a dois é tudo mais fácil.
Beijinhos e bom domingo.

Ginja disse...

Lindos Leonor :)
A foto está tentadora e bem apetitosa.
Eu por outro lado tento sempre ser uma perfeccionista em cortar pão! Tenho a mania das coisas direitinhas, mas posso dizer-te que os biscottis foram um grande desafio!
Um beijinho.

Leonor disse...

Obrigada :)
Eu por mais que tente não consigo, Ginja, esse é o problema mas desta vez correu bem. A massa é bem mais consistente que a do pão.

Beijinhos :)

anapaulaml disse...

Olá,

Gostei muito da tua foto dos biscotti, devem ter ficado muito bons. Esta quinzena fiz os meus mesmo no limite.

Gostei muito do teu blogue, já me tornei seguidora.

bjinhos
Ana
http://cozinhacompaixao.blogspot.pt

Leonor disse...

Olá Ana,

Já vou espreitar o teu e pô-lo na barra lateral :)

Beijinhos e obrigada

Joana disse...

Óptimo aspecto :)
Adorei a combinação de limão com avelãs :)
Um beijinho

Susana Figueiredo disse...

Ehehe... a nossa converseta sobre facas! Chegaste a comprar uma faca daquelas? São do Joaquim Frazina (com s ou z?), seja lá ele quem for. Beijos!!!