quarta-feira, 26 de Dezembro de 2012

No rescaldo do Natal: azevias de grão


Esta é a altura imprópria para deixar aqui uma receita de Natal. Estamos todos satisfeitos, satisfeitíssimos, com as barrigas levemente pesadas e a desejar que isto acabe depressa ou teremos de comprar roupa um tamanho acima, o Natal até já passou, mas que ocasião mais adequada para umas azevias bem recheadas com aromas quentes de natividade, de massa leve e quebradiça e carregadinhas de açúcar e canela?
A história das minhas azevias remonta a uns anos atrás. É um dos doces de Natal preferidos da minha mãe e aquele que ela tentava comprar em pastelarias na esperança de encontrar a meia-lua perfeita, recheada decentemente em qualidade e quantidade e sem massa grossa e dura. As tentativas foram muitas e quase sempre infrutíferas: recheio em quantidade insuficiente, recheio mal confeccionado, massa muito grossa e em excesso para a ervilha de recheio. Algumas vezes acumulavam-se infortúnios numas lapas informes a que pomposamente nas pastelarias chamavam azevias: massa grossa e pouco recheio e recheio mal confeccionado. Um dia num Natal passado, nem sei bem precisar quando, meti na cabeça que havia de pôr fim àquela procura e fazer eu mesmo umas azevias para a minha mãe com quem aprendi o gosto pela cozinha e herdei o prazer de uma boa garfada. Procurei receitas, inspirei-me em sítios vários, segui a intuição e aprumei-me na consecução de um desejo maternal. Nada, não há nada que não se faça para agradar a uma mãe. A minha merece tudo, tudinho.

Azevias

Ingredientes

Massa:
500g de farinha de trigo
125g de banha de porco
1 pitada de sal refinado
1 dl de whisky (não tenho aguardente em casa como mandam as receitas de azevias habitualmente)
Água quente (três ou quatro colheres de sopa)

Recheio:
400g de grão cozido
200g de açúcar
Raspa de 1 laranja
Dois paus de canela.
3 gemas de ovos

Primeiro o recheio: cozer o grão na panela de pressão. Usei grão cozido mas levei-o à panela de pressão para cozer muito bem. Retirar e escorrer. Num passe-vite, passar o grão. Juntar o açúcar, a raspa da laranja e a canela. Se for necessário, adicionar uma ou duas colheres de água. Levar a lume brando, mexendo sempre até fazer ponto de estrada. Retirar do lume e juntar as gemas. Como está muito quente, as gemas não devem ser incorporadas de uma só vez. Numa tigela à parte, separar as gemas das claras e adicionar às pequenas colheres pequenas do preparado de grão e ir mexendo sempre para os ovos se misturarem bem. Quando tiver uma quantidade razoável deste preparado podem então adicionar-se ao restante grão. Levar a lume brando apenas o tempo suficiente para os ovos cozerem. Retirar do lume e deixar arrefecer. Fiz o recheio de véspera e reservei no frigorífico.
Para a massa: numa tigela misturar bem a farinha com o sal e abrir uma cova no meio. Adicionar a banha derretida e mexer sempre do meio para fora. Adicionar o whisky e, por fim, a água. Deixar a massa descansar uma meia hora. Numa superfície com farinha, tender bem a massa até que fique fina. Colocar recheio a gosto, embora não deva ser demasiado para as azevias não abrirem ao fritar, e passar a massa por cima. Com uma forma redonda ou uma copo ou uma caneca à falta da primeira, cortar em meias-luas. Fritar em óleo quente, escorrer e passar por açúcar e canela.



8 comentários:

São Ribeiro disse...

Ficaram lindas,apetece mesmo dar uma dentadinha...
bjs

Ricardo Tiago disse...

as pessoas que amamos merecem tudo. ficaram lindas as azevias...
Bjinhos

Candy Love disse...

Que aspecto apetitoso! :)

Leonor disse...

Obrigada pelas palavras e pela visita :)
Fritei hoje as últimas e estavam óptimas na mesma.

Beijinhos

Susana Figueiredo disse...

Estão lindas! Tentei fazer azevias uma vez, mas a massa saiu-me tão mal, mas tão mal que nunca mais me atrevi :S Beijinhos e um bom ano!

Leonor disse...

Beijinhos :)
Se me perguntares o segredo não sei, talvez deixar a massa ficar leve.

Bom 2013

Manuela Teixeira disse...

As tuas azevias ficaram lindas e tãaaaao apetitosas...
Desejos de um fantástico 2013, com muitos sucessos, concretizações, saúde e amor.

Bjnhos e boas entradas.

http://saborescomtempo.blogspot.pt/?view=magazine

Leonor disse...

Muito obrigada, Manuela, ontem fiz mais com um resto de massa que guardei no frigorífico.
Beijinhos e uma grande 2013 :)